Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

7 mitos e verdades sobre troca de óleo do caminhão

Veja quais são os principais mitos e verdades sobre a troca de óleo de caminhão e entenda o que fazer para realizá-la corretamente.

Atualizado em

24 de março de 2023

Autor

Grupo Tracbel

Categoria

Você sabe: o óleo de motor é a força vital do motor de um veículo. Ele mantém todos os vários componentes lubrificados e funcionando perfeitamente. Mas existem alguns mitos comuns que circulam quando se trata de óleo de motor de caminhão.

Embora alguns mitos sejam relativamente inofensivos, outros podem causar sérios danos se forem realizados. Descubra, então, 7 mitos e verdades sobre troca de óleo do caminhão!

Por que fazer a troca de óleo do caminhão?

Para chegar ao tema do texto, é importante, inicialmente, explicar por que é importante fazer a troca de óleo do caminhão.

O óleo do caminhão presta-se a assegurar o bom desempenho do veículo de forma geral. O óleo evita atritos entre os componentes do motor, ele também refrigera o motor, protege contra a oxidação e corrosão e promove uma limpeza interna, evitando acúmulo de sujeira. Isso faz com que, entre outros aspectos, a durabilidade do motor seja aumentada consideravelmente.

É importante salientar que o óleo, quando instalado no motor, possui prazo de validade, à medida que ele vai realizando sua função ele vai perdendo suas propriedades de lubrificação e proteção do motor.

A importância de fazer a substituição de óleo da melhor forma é exatamente essa, garantir que o óleo esteja sempre em condições de desempenhar suas importantes funções.

Além disso, a prática correta assegura que o caminhão não vai sofrer os efeitos de temperaturas altas. Da mesma forma, o veículo estará protegido contra a ação do tempo, como a corrosão e a ferrugem dos componentes.

Quando realizada no momento adequado, faz com que prejuízos decorrentes de má conservação sejam evitados para os motoristas e para os donos de empresas transportadoras.

Quando a troca de óleo do caminhão é indicada?

A importância da troca de óleo do caminhão é um tema bem autoexplicativo. E, para a segurança e durabilidade dos componentes veiculares, a troca deve ser realizada com a periodicidade correta, por tempo de uso ou quilômetros rodados.

O tempo e a quilometragem, em linhas gerais, variam em função do consumo de combustível, topografia de utilização do veículo, qualidade do óleo e ciclo de transporte, se urbano, construção, distribuição ou longa distância.

Vale a pena, é claro, dar uma olhada no manual de garantia do veículo para ver qual a recomendação de quem fez o caminhão. Com certeza, lá está a melhor indicação para o veículo em questão.

Quais são os mitos e verdades acerca da troca de óleo do caminhão?

Há diversos mitos quando se fala no tema troca de óleo do caminhão, mas tenha cuidado. Nem tudo é mito! Também existem as verdades, que são orientações a serem seguidas.

Para você não errar mais e saber tudo sobre o tema, confira 7 mitos e verdades abaixo.

1. Filtro de óleo do motor | O filtro sempre precisa ser trocado junto com o óleo? VERDADE

O filtro precisa ser substituído junto com o óleo pois os dois trabalham em conjunto para garantir uma perfeita lubrificação no motor.

O filtro de combustível também deve ser substituído durante a troca de óleo do motor, assim garantimos a durabilidade e performance dos motores.

2. Orientações da Fábrica | É necessário seguir as orientações do fabricante: VERDADE

Com certeza, o melhor para o seu veículo é o que o seu fabricante recomenda. Muitas pessoas têm preferência de marcas, texturas ou até mesmo optam por opções mais em conta.

Mas, quando falamos em durabilidade e performance, seguir orientações do fabricante vai fazer com que você possa aumentar a vida útil do seu caminhão. Além de, é claro, evitar manutenções frequentes e assegurar que a garantia esteja em vigor.

3. Validade do óleo | O óleo pode ser usado por muitos anos: MITO

Muitas pessoas pensam que o óleo nunca envelhece. Afinal de contas, por que o óleo perderia sua propriedade de lubrificar, não é mesmo? Pois é, esse é um grande mito!

Como mencionamos, o óleo tem validade e vai perdendo suas propriedades, então deve ser trocado de acordo com as orientações do seu fabricante. Para que, desse modo, você tenha certeza de que está mantendo o caminhão nas melhores condições possíveis. A utilização de um óleo velho ou que já passou do tempo de troca faz com que o funcionamento do motor seja comprometido e pode acarretar danos enormes ao motor.

4. Cor do óleo | A cor do óleo do motor pode sofrer alteração: VERDADE

Quem já trocou o óleo pessoalmente, ou assistiu a alguma pessoa realizar o procedimento, pode atestar a veracidade dessa afirmação: é possível que o óleo mude de cor. E isso é perfeitamente normal.

O óleo com a coloração mais escura, normalmente preta ou bem amarronzada, mostra que ele cumpriu com a função de limpar o motor, assim como assegurou o seu bom funcionamento por meio de uma boa lubrificação. Por isso, não ache que é algo anormal.

5. Tipos de óleo de motor | Existem vários tipos de óleos no mercado: VERDADE

Para o bom funcionamento de seu veículo, é essencial saber que há, sim, diversos tipos de óleos disponíveis no mercado, porém cada um desses óleos tem uma fórmula distinta e é ideal para um tipo específico de motor. Exatamente por isso, na hora de trocar o óleo de caminhão, é bom saber exatamente qual deles é indicado para o motor do seu veículo, o melhor óleo é sempre o recomendado pelo fabricante, de modo a ter excelência na performance de seu veículo.

6. Mistura nos óleos | Completar o óleo do motor com uma marca diferente é prejudicial: VERDADE

Não se deve misturar óleos de marcas diferentes em um motor pois estes podem ter formulação química incompatíveis, mesmo apresentando mesmas viscosidades.

O ideal é completar o óleo com o mesmo tipo que está no motor assim garantimos que a formulação é exatamente a mesma.

7. Óleo do moto baixo | O baixo nível de óleo sinaliza problemas no caminhão: MITO

Nosso último item também traz um mito que muitas pessoas com pouco conhecimento acerca do assunto reproduzem. Quando o nível do óleo abaixa, isso não quer dizer que o motor está apresentando defeitos. E, muito menos, que você deve correr para uma oficina.

O fato de um veículo consumir óleo do motor é normal até certo ponto. Isso é algo que os fabricantes, inclusive, demonstram no manual de instrução.

Como a troca de óleo do caminhão pode ser feita corretamente?

Agora vamos falar sobre como a troca de óleo do seu caminhão pode ser feita de forma correta, bem como sobre os cuidados que devem ser tomados para evitar erros durante o processo.

Antes de mais nada, sempre escolha um produto de qualidade e recomendado pelo seu fabricante. Evite a mistura do óleo novo com o usado, portanto, descarte o antigo de forma apropriada.

Além disso, fique atento à hora certa de realizar o procedimento de troca de óleo do caminhão. Caso você não saiba como realizá-lo, procure profissionais que possam fazê-lo por você.

Quando pensamos no bom funcionamento de uma frota, o assunto troca de óleo do caminhão merece uma atenção especial. Como você pôde perceber, há diversos mitos e verdades acerca do tema. E saber mais sobre ele é de suma importância para quem é do ramo.

Você gostou de nosso post sobre a troca de óleo do caminhão? Esperamos que tenha sido bem explicativo e útil para quem trabalha com o veículo, ou o utiliza para fins pessoais. Não deixe de compartilhar o texto em suas redes sociais, para que mais pessoas possam ter acesso a essas informações!

Você também vai gostar

Bem-vindo ao novo site do Grupo Tracbel

Clique e escolha uma das opções abaixo:

Compre com segurança e comodidade