Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Empilhadeiras elétricas: como funcionam e quais os seus diferenciais?

Econômicas e sustentáveis. Confira, neste post, quais são as principais vantagens das empilhadeiras elétricas!

Atualizado em

23 de junho de 2023

Autor

Grupo Tracbel

Categoria

Empilhadeiras elétricas: como funcionam e quais os seus diferenciais?

A preocupação com o meio ambiente e a adoção de medidas que valorizam a sustentabilidade são uma realidade cada vez mais comum no mundo dos negócios, incluindo a área industrial. O uso de empilhadeiras elétricas é um reflexo dessa mudança de comportamento entre as empresas, uma vez que ela reduz a emissão de gases poluentes na natureza.

Dentro de companhias que trabalham com grandes estoques, a empilhadeira é um equipamento indispensável para locomover os produtos de um lugar para o outro de forma segura e ágil. Há poucos anos, as empilhadeiras movidas a combustão eram as opções mais populares do mercado, mas com o avanço da tecnologia, as versões elétricas já são uma alternativa acessível e vantajosa para quem deseja otimizar as suas atividades, sem impactar o meio ambiente.

Neste post, conversamos com Agnaldo Silva, Gerente Comercial da Tracbel, que nos conta tudo o que você deve saber sobre as empilhadeiras elétricas. Confira!

O que são empilhadeiras elétricas?

De forma direta, as empilhadeiras elétricas podem ser definidas como veículos industriais com propulsão elétrica. O equipamento é formado por componentes básicos, como chassi, roda, torre elevatória com um carro de carga fixado que apoia dois garfos ou outros itens como clamps (grampos), garras ou suportes.

Assim como o modelo a combustão, a versão elétrica cumpre a função de carregar, transportar, empilhar e organizar cargas. Se tratando do seu modo de funcionamento, as empilhadeiras elétricas têm o acionamento de motores elétricos por meio de baterias que se caracterizam por utilizarem a tecnologia de chumbo ácido ou íon de lítio.

“As baterias são grandes acumuladores de energia. Elas utilizam a química para transformar uma solução em eletricidade, onde esta fica armazenada e é direcionada para os motores elétricos, gerando, assim, o movimento de deslocamento para frente ou ré, ou mesmo para o acionamento dos movimentos hidráulicos”, completa Agnaldo Silva.

Quais são as principais diferenças entre a empilhadeira elétrica e a empilhadeira a combustão?

Para explicarmos a diferença entre os dois modelos de empilhadeira, devemos começar pela questão básica: o modo de funcionamento de ambos. A empilhadeira a combustão necessita de diesel para ser operada, enquanto o veículo elétrico só precisa de baterias recarregáveis.

No momento atual, em que se entende a urgência em adotar medidas que preservem o meio ambiente, há uma demanda maior por sistemas que contribuam para a redução da pegada ambiental — quantidade de recursos naturais utilizados pelo ser humano para manter os seus hábitos de consumo.

“Para se ter uma ideia, se compararmos uma máquina de mesmo tamanho a diesel e outra elétrica, as emissões de poluentes são reduzidas em alguns equipamentos 96 vezes, o que realmente faz o equipamento ser diferenciado”, destaca o Gerente Comercial da Tracbel.

Nesse sentido, os equipamentos elétricos podem ser vistos como poderosos aliados para o setor industrial. Isso porque, eles não só diminuem a emissão de gases poluentes no planeta Terra, como também reduzem os custos operacionais do negócio, tendo em vista que a empresa não precisa gastar com a compra de diesel. “Em alguns casos, essa redução pode chegar a 50%”, acrescenta Agnaldo Silva.

Qual são as vantagens das empilhadeiras elétricas?

Em centros de distribuição ou em estoques de fábricas, as empilhadeiras que funcionam de forma elétrica estão conquistando cada vez mais espaço. Isso se deve ao fato de estarem em harmonia com o movimento sustentável defendido pela sociedade e oferecem uma série de benefícios para as empresas. Veja, a seguir, quais são as maiores vantagens em adquirir empilhadeiras elétricas.

Proporcionam a economia de combustível

O gasto com combustível é significativamente alto em empresas que utilizam empilhadeiras a diesel. Nesse aspecto, as empilhadeiras elétricas são altamente vantajosas, pois reduzem o consumo de combustível fóssil, já que não tem motores a combustão interna, e o carregamento é feito a partir de baterias tracionarias de chumbo e de lítio.

Além disso, a ausência do motor a combustão evita o superaquecimento do equipamento — fator que aumenta a durabilidade das peças envolvidas no funcionamento da empilhadeira e, consequentemente, reduz a necessidade de manutenção e amplia a sua vida útil. 

Aumentam a segurança dos operadores

As empilhadeiras à combustão emitem cheiro de diesel, que, ao longo do tempo, pode fazer mal para a saúde do operador do equipamento. O colaborador também não terá que lidar com os processos relacionados ao abastecimento do veículo, questão que diminui as chances de acidentes relacionados à manipulação de líquido inflamável.

Reduzem os ruídos no local de trabalho

O excesso de barulho no local de trabalho pode prejudicar a audição dos trabalhadores, além de desconcentrá-los durante a execução de suas atividades. Ao dar preferência para as empilhadeiras elétricas, a sua empresa pode dar adeus a esse problema, visto que são mais silenciosas.

“Para os operadores, elas não são apenas mais silenciosas, mas vibram muito menos, o que reduz a fadiga. A fadiga é uma variável perigosa na vida de um operador de empilhadeira, pois pode aumentar o risco de acidentes e danos aos produtos”, ressalta o Gerente Comercial da Tracbel.

Diminuem a poluição do meio ambiente

Conforme já dissemos, as empilhadeiras elétricas não emitem gases poluentes, ou seja, são equipamentos amigos da natureza. Portanto, são ideais para companhias que valorizam a sustentabilidade em suas operações — condição que diminui os impactos negativos ao meio ambiente e também colabora para fortalecer a imagem do seu negócio no mercado.

Quando optar por uma empilhadeira elétrica?

De acordo com Agnaldo Silva, o melhor momento para investir em empilhadeiras elétricas é agora. “Sempre será adequado buscar essa migração, o que tem que existir é um bom controle para provar que o sistema de eletrificação é realmente viável”, informa.

Para verificar se a adoção de equipamento elétrico é viável, você deve comparar as tabelas de custos dos modelos e identificar quais são os ganhos obtidos a longo prazo. Essa medida ajuda a reduzir o sentimento de contrariedade que pode surgir quando se percebe que o CAPEX (custos de aquisição) é maior no início da troca, pois mostra que no decorrer do tempo os veículos elétricos são mais econômicos do que os movidos a diesel.

Com vida útil prolongada, custos operacionais baixos e redução dos impactos à natureza, as empilhadeiras elétricas são consideradas fundamentais para a coleta e transporte dentro da cadeia de suprimentos. No entanto, para fazer essa troca é preciso contar com o auxílio de quem entende do assunto, como a Tracbel, que representa a marca Kalmar e fornece empilhadeiras e demais soluções em equipamentos logísticos e portuários.

A Tracbel tem conhecimentos aprofundados sobre as operações, aplicações e custos dos modelos de empilhadeira elétrica e a diesel. Nós apresentamos não só uma proposta de venda, mas sim uma consultoria de como eletrificar, além de termos profissionais preparados para assumir tal função.

Está pensando em migrar para as empilhadeiras elétricas? Entre em contato com a Tracbel e entenda como podemos ajudar a sua empresa nessa transição!

Você também vai gostar

Bem-vindo ao novo site do Grupo Tracbel

Clique e escolha uma das opções abaixo:

Compre com segurança e comodidade